Zé Roberto com Maestro St Lois é o campeão do GP dos 69 anos da Hípica de Campinas

Em casa no Concurso de Salto Nacional do 69º Aniversário da Sociedade Hípica de Campinas, o course-designer olímpico Guilherme Jorge está frente a armação dos percursos. No GP/Clássico, a 1.45 metro, José Roberto Reynoso Fernandez Filho, que vem de vitória no GP Indoor na Hípica Paulista em 24/9, mais uma vez levou a melhor. Montando Maestro St Lois, um sela francês de 18 anos e sua montaria em Londres 2012, Zé Reynoso, bicampeão brasileiro senior top 2015/2016, faturou o título sem faltas em 33s12.

Zé Roberto e Maestro St Lois a caminho de mais uma vitória

Dos 24 conjuntos, somente quatro habilitaram-se ao desempate. Sagrou-se vice-campeão o cavaleiro do interior paulista Bruno Chaves Pessanha montando Transwall Cerise de Muse, pista limpa, 33s96. Já o 3º posto ficou com Bartholomeu Bueno de Miranda Neto, o Totty, apresentando Zambia Mystic Rose, uma falta, 42s10, seguido pelo atual campeão brasieiro Felipe Amaral que montando Hanna Pullman acabou fechando o desempate com 21 pontos perdidos.

Daniela Lemos de Castro Teixeira com Salamandra Climax foi 5ª colocada, trazendo apenas uma falta na primeira passagem. Já o cavaleiro pan-americano uruguaio Marcelo Chirico Ferreira com QH Baloudarc LF foi o mais rápido entre os oito conjuntos com 1 falta na primeira passagem. Todos os seis primeiros colocados representam São Paulo. O GP distribuiu R$ 50 mil em premiação.

Nesse domingo, 1/10, acontecem três provas com destaque para a Copa Ouro, a 1.35 metro, a partir das 14 horas. A entrada é franca.

 

Ordens de Entrada e Resultados

 

Fonte: Imprensa – CBH