Lucio Osorio vence e Juliano Carlos é vice no GP dos 80 anos da SHB

0
44

Uma estratégia fria e perfeita e uma égua excepcional. Esses foram os ingredientes que levaram à vitória o cavaleiro mineiro radicado em São Paulo, Lucio Osório, de 27 anos, e sua Galipolli Ter Dorn, no Grande Prêmio do 80º Aniversário da Sociedade Hípica Brasileira, nesse domingo, 25/11.

Foram 23 os conjuntos na 1ª volta e conforme a regra, os 12 melhores voltaram para o 2º e decisivo percurso, entre os quais dois sem faltas: Stephan Barcha com Unforgetable Chevaux e Tiago Mesquita com Corvette.Lucio e Galipolli, que fez 1 falta (4 pontos) na 1ª volta no tempo mais rápido, foi o antepenúltimo em pista: zerou em 46s97, melhor tempo da 2ª passagem e então restava lhe esperar. Os dois conjuntos que vieram depois cometeram faltas e o cavaleiro pôde comemorar a vitória.

Lucio Osório com Galipolli: campeão do GP Troféu Roberto Marinho

Sagrou-se vice-campeã a dupla santarense Juliano Loureiro Carlos com Baloubest, filho de Baloubet, um derrube na 1ª volta e pista limpa na 2ª em 48s10. Juliano e Baloubest venceram a qualificativa do GP e com o vice no GP, o paulista de 26 anos garantiu o prêmio de melhor cavaleiro do Concurso.

Juliano Carlos e Baloubest, de propriedade de Francisco Fortunato, em salto perfeito

Na 3ª colocação aparece o cavaleiro olímpico carioca Paulo Stewart com Verdi O´Merveilles que fechou com 5 pontos perdidos (pp) trazidos da delicada 1ª volta assinada por Rafael Ferrarez e zerou a 2ª em 49s07.Em 4º lugar chegou Rodrigo Sarmento, bicampeão do GP Troféu Roberto Marinho 2004/2014, com Chance Big Boy GMS, também com 5 pp na 1ª volta e sem faltas na 2ª, 53s98. O carioca Tiago Mesquita com sua nova montaria Caliandra Santa Cecilia, de apenas 8 anos, foi 5º, com 6 pp na 1ª volta e pista limpa no percurso decisivo 53s28. Já o 6ª posto ficou com o cavaleiro olímpico Stephan Barcha apresentando Unforgetable Chevaux, que computou 8 pp na 2ª volta, em 48s54.

Tops do Brasil no pódio do GP Troféu Roberto Marinho nos 80 anos da Sociedade Hípica Brasileira

Trajetória da dupla campeã

Este é o quarto GP que a dupla Lucio Osorio e Galipolli Ter Doorn conquista este ano. Depois dos GPs Baronesa, Albar e Agromen, foi a vez do desejado Troféu Roberto Marinho. Lucio estava esfuziante. “Eu ia saltar ainda o Top Riders, em 15 dias, mas acho que depois dessa vitória vou dar férias para ela” disse o campeão, muito feliz com o desempenho de sua égua. A história dos dois é antiga. Formavam um conjunto vencedor quando a importada de 12 anos foi aprendida pela receita. Lucio não esmoreceu. Juntou uns amigos investidores e comprou todo o lote que estava sendo leiloado pelo governo e voltou à sela da campeã no começo deste ano.

Salto perfeito de Lucio com Galipolli

O 80º Aniversário da Sociedade Hípica Brasileira teve patrocínio Total, Grupo Sabemi, Lexus Rio de Janeiro, Village Mall, AD, Osklen, Café Três Corações, Portal do Oriente, Japiassu, SporTV e apoio de Veteran Car Club do Brasil, Vanessa Quintiliano, Maison du Cavalier, Promenade, Epson Vinisul, Minha Pista TV, Barbearia do Zé, CBH e FEERJ.

Via Imprensa CBH

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui