“Me faltam palavras a cada vitória com o Azrael”, destaca Zé, campeão GP D Maio

0
347

Na tarde do domingo, 2/6, o GP/Clássico, a 1.45 metro, encerrou o Concurso de Salto Nacional – 5º CSN D Maio, no Clube Hípico de Santo Amaro (SP), evento que contou com 750 cavalos nas provas de 1 a 1.45 metro. Foram 80 os conjuntos em pista – batendo recorde de participação no 1º semestre – dos quais os melhores 25% totalizando 20 participantes – 11 sem faltas, cinco com apenas 1 ponto perdido por excesso de tempo, um com 2 pontos perdidos e três com 4 pontos – habilitaram-se a um emocionante desempate. Antepenúltimo em pista, por ter zerado a primeira passagem no 2º melhor tempo, o cavaleiro da casa José Roberto Reynoso Fernandez Filho, tricampeão do ranking brasileiro senior top, levou seu Azrael à vitória, sem faltas, em 46s65, superando o vice-campeão em pouco mais de 3 segundos.

Zé Roberto e Azrael W a caminho da vitória

O top paulista Artemus de Almeida apresentando M.E.C.G Casillero foi vice, duplo zero, 49s68.

Artemus e M.E.C.G Casillero em salto espetacular

Em 3º lugar chegou Ivo Roza Filho, cearense que monta em Santo Amaro, montando Horse A Porter Enjoy da Cabana, dois percursos limpos, 51s42.

Ivo e Horse A Porter Enjoy da Cabana também deram show de categoria

Zé Roberto vem de três vitórias consecutivas em GPs Clássicos no Circuito Nacional: Curitiba, 28/4, no The Best Jump em Porto Alegre, 5/5, e agora no Clube Hípico de Santo Amaro. “Me faltam palavras para descrever o que sinto a cada vitória com o Azrael, cada dia que passa eu tenho mais certeza de que somos um só. Para quem pergunta qual o segredo é essa nossa relação: minha vontade de ganhar é grande, mas se ele não gostasse tanto quanto eu, jamais chegaríamos tão longe”, destacou Zé Roberto.

Zé Roberto e Azrael W correm para o abraço

Três argentinos que se preparam para os Jogos Pan-americanos 2019 em Lima, no Peru, chegaram a liderar a competição. Mas ao final ocuparam a 4ª,5ª e 6ª colocação no pódio: Fernando Comune/ Verfaut D Help, Fernando Comune/ Verfaut D Help e Alejandro Madorno / RLE Stefan van de Heffinck, todos com duplo zero, em 52ss16, 53s31 e 56s67.

“Realmente o hipismo brasileiro evoluiu muito. É incrível a quantidade e qualidade técnica dos conjuntos nesse nível de competição”, destacou Helio Pessoa, course-designer internacional, responsável pelos principais percursos do CSN D Maio. Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH, Francisco Mari, presidente do CHSA e Antonio Sanches, diretor de Salto do CHSA, premiaram os vencedores.

O anfitrião e presidente do CHSA Francisco Mari, à direita, Antonio Sanches, diretor de Salto do CHSA, e Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH, em flash com os vencedores

O próximo grande desafio da caravana do hipismo brasileiro é a 48ª Copa de São Paulo, Concurso de Salto Nacional, que agita a Sociedade Hípica Paulista, entre 12 e 16/6. Zé Roberto que detém o tricampeonato GP da Copa São Paulo 2014, 2015, 2016 e foi vice em 2017 está entre os favoritos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis + vinte =