Temporada oficial do Concurso Completo de Equitação 2021 vai fechar em alta no Clube Hípico de Santo Amaro

0
51

Entre 26 e 28/11, a temporada do Concurso Completo de Equitação no Clube Hípico de Santo Amaro (SP) fecha com chave de ouro com a realização de duas séries Internacionais CCI3*-S e CCI2*-L e cinco séries nacionais Nível 1*, 0.90m, 0.75m e 0.50m. As disputas são válidas por nada menos que sete contagens: a Copa Santo Amaro da modalidade, Festival Equestre da Federação Paulista de Hipismo incluindo o Troféu Eficiência e Campeonato Paulista promovidos pela Federação Paulista de Hipismo, Campeonato da Associação Brasileiro de Hipismo Rural (ABHIR), Ranking de Cavalos Novos da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo de Hipismo (ABCCH), Olímpicos do Amanhã, além do ranking anual da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) e ainda com provas válidas pela Federação Equestre Internacional (FEI).

Em setembro, durante as comemorações do 86º aniversário do clube, maior e mais premiada entidade do hipismo brasileiro, sediou o Campeonato Brasileiro também com provas internacionais de nível 3* e 2*, abrindo a temporada de disputas válidas como observatórias para o Campeonato Sul-americano – Odesur 2022. Não é de hoje, que o Concurso Completo de Equitação – que reúne as modalidades Adestramento, Cross Country e Salto – é disputado no CHSA, que no Pan 1963 em São Paulo recebeu a elite do esporte das Américas. Em setembro de 2020, após um hiato de 33 anos, voltou a realizar provas da modalidade e um ano depois já tem um percurso de cross nível 3*.

O cavaleiro top da casa Ricky Candy, atual campeão brasileiro 3*, com Nice

“O retorno do Concurso Completo foi realmente surpreendente, o máximo. O Leonardo Vani, nosso diretor da modalidade, não mediu esforços e fez acontecer”, pontua Alexandre Leonor, presidente do CHSA. Leonardo Vani Fernandes, bicampeão brasileiro amador top 2018/2019, construiu a maior parte dos obstáculos em sua fazenda em Bananal (SP). “Retomar o Concurso Completo em Santo Amaro foi um grande desafio. Em 2020, por ocasião das festividades dos 85 anos do CHSA, realizamos nossa primeira prova, em dezembro, tivemos o Campeonato Paulista, em maio e julho de 2021, duas Copas Santo Amaro e em setembro nosso primeiro Campeonato Brasileiro”, comenta Leó, organizador, dirigente do CHSA e FPH, que vem atuando como assistente na armação dos percursos do cross. As disputas internacionais são válidas como observatórias para os Jogos Sul-americanos 2022 – Odesur, no Paraguai.

Leonardo Vani Fernandes, organizador do concurso e diretor do CHSA e FPH, em ação com seu El Guapo

O Concurso Completo de Equitação é a mais completa das modalidades do hipismo reunido as três modalidades olímpicas: adestramento, cross-country e salto. Na sexta-feira, 26, as provas de adestramento abrem as disputas, no sábado, 26, acontece o ponto alto com o cross country e no domingo, 28, o Salto. O desenho do percurso de cross country está a cargo de Oli Oliveira da Rosa que tem como assistentes Leonardo Vani Fernandes e Fabrício de Caldas Albuquerque.

O cavaleiro olímpico da casa Marcio Appel, integrante do Time Brasil na Rio 2016 e em Tokyo 2020+1, com sua nova Nektar

Nomes de destaque Marcio Appel, Marcelo Tosi, Serguei Fofanoff, Gustavo Pagoto, Jeferson Sgnalion, todos olímpicos, entre outras feras do esporte prometem marcar presença ao lado amadores, masters e jovens talentos.

Serguei Fofanoff, o Guega, cavaleiro de quatro Olimpíadas e medalhista pan-americano, com seu grupo de alunos de Ribeirão Preto, incluindo três filhos, durante o Campeonato Brasileiro 2021 em Santo Amaro

Hipismo em alta

Sem dúvida, a prática do hipismo em todas as modalidades cresceu nos últimos dois anos, marcados pela pandemia. Na capital paulista as principais Escola de Equitação de Equitação como do CHSA e também da Sociedade Hípica Paulista registraram enorme procura, especialmente de novos adeptos, assim que foi liberada a retomada das atividades com os devidos protocolos de prevenção à Covid-19. Outro fato relevante é a fila de espera por cocheiras nos grandes clubes, apontando, entre outros fatores, para o fato do hipismo ser um esporte individual e prático ao ar livre.

Acesse a programação

CHSA com fotos: Duílio Andrade – divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco − um =