Zé Roberto triunfa no GP Longines no Rio

0
200

Foi um final de semana perfeito. Depois de vencer as duas provas de abertura da série internacional, neste sábado, 22/11, o cavaleiro olímpico santamarense José Roberto Reynoso Fernandez Fº imperou sozinho na pista Roberto Marinho, e venceu, absoluto, com o único duplo zero, o Grande Prêmio do CSI-W 2* do Rio de Janeiro, final da seletiva da Copa do Mundo e sétima etapa do Campeonato Brasileiro Hyundai de Sênior Top, na Sociedade Hípica Brasileira. Seu parceiro nas duas vitórias principais foi o castanho de 10 anos de criação do Haras Agromen, Radiator JMen, que não fez uma única falta sequer em todo o torneio.

 

Zé Roberto e Prestige Radiator JMen Sanol Dog Protécnica tiveram uma semana perfeita no Rio de Janeiro; img: Beatriz Cunha
Zé Roberto e Prestige Radiator JMen Sanol Dog Protécnica tiveram uma semana perfeita no Rio de Janeiro; img: Beatriz Cunha

 

Dos doze conjuntos que voltaram para a segunda volta do GP Longines, apenas três vinham zerados da primeira passagem: João Eduardo Ferreira de Carvalho e Ragtime, Reynoso e Radiator e Francisco Musa e Xindoctro, nesta ordem, os três últimos a entrarem. Quando Zé Roberto retornou para a sua segunda volta (como penúltimo), apenas dois outros cavaleiros tinham conseguido completar o segundo e exigente percurso do francês Frederic Cottier sem faltas: André Américo de Miranda e Rodrigo Sarmento que, entretanto, já traziam uma falta do percurso inicial.

Reynoso e Radiator entregaram um percurso absolutamente limpo, mas quase conservador, pelo menos para os seus padrões de velocidade. Pararam o cronômetro em 45s90.

 

 

Zé Roberto e Prestige Radiator JMen Sanol Dog Protécnica: 100% de aproveitamento do início ao fim; img; Beatriz Cunha
Zé Roberto e Prestige Radiator JMen Sanol Dog Protécnica: 100% de aproveitamento do início ao fim; img; Beatriz Cunha

 

Estava posta a pressão em Musa, o último no GP, que fez um lance a menos do que o antecessor do número um para o dois e vinha rápido porém, no penúltimo obstáculo, a paralela Longines, o excepcional Xindoctro, não conseguiu deixar a vara nos ganchos. O placar marcou 43s98, quase dois segundos menos do que o campeão, mas com 4 pontos.
Bom para o terceiro posto, pois o jovem tordilho Didas, conduzido por Miranda, também terminou o GP com os seus 4 pontos trazidos da primeira volta entretanto, com o tempo de 43s80 e foi o vice-campeão do GP do Internacional do RJ. Didas também vem em boa fase e já tinha vencido a prova de abertura da primeira semana do Longines Rio Equestrian Festival.

André e Didas em ação  na Sociedade Hípica Brasileira ; img: Beatriz Cunha
André e Didas em ação na Sociedade Hípica Brasileira ; img: Beatriz Cunha

 

A estratégia de Reynoso foi, justamente, apostar no bom momento do seu cavalo e correr o risco:.“Ele já vinha saltando bem há alguns concursos, mas sempre entrava uma faltinha aqui outra ali. Na quinta-feira, quando ganhamos a prova, ele estava espetacular e eu achei que hoje tinha que montar igual”, explica o vencedor. “Como tinham poucos zeros no segundo percurso, achei que não precisava sair feito um louco. Além do quê, o Musa já tinha ganhado na semana passada e levar dois seguidos assim é difícil, ne?”, brincou, feliz , o campeão, que agradeceu aos seus patrocinadores e em especial a Adir Dias de Abreu, o Juninho, que montou seus cavalos durante a semana, no Rio, quando ele teve que voltar para São Paulo.

Destaque também para o santamarense Mario Appel com Challenge Z, que computou 6 pontos perdidos nas duas passagens, em 53s38, emplacando na 6ª colocação. O conjunto já havia conquistado o 2º posto na prova de abertura, 1.45 metro, na série Internacional.

O terceiro colocado, Francisco Musa, segue na liderança folgada do Campeonato Brasileiro, agora com 100 pontos contra os 90 do segundo, que ainda é Artemus e em terceiro vem Sergio Marins, com 74. Faltam duas etapas, e o tricampeão brasileiro Musa deve montar seu principal cavalo, mesmo agora vendido para sua aluna, nas etapas finais. Eles tinham combinado que a nova dona, amazona Patsy Zurita, estrearia Xindoctro neste concurso, mas acharam melhor esperar uma oportunidade melhor. O que veio a calhar para que a dupla conseguisse mais alguns preciosos pontos nesta corrida do tetra.

Francisco Musa e Xindoctro Método: liderança no Ranking e Campeonato Brasileiro Hyundai Senior Top ; img: Beatriz Cunha
Francisco Musa e Xindoctro Método: liderança no Ranking e Campeonato Brasileiro Hyundai Senior Top ; img: Beatriz Cunha

“Pedi para o veterinário avaliar. Ele disse que estava tudo ok com o Xindoctro, então resolvi saltar o GP”, conta Musa, que também ficou muito feliz com o resultado.

Já para a Copa do Mundo, as posições se inverteram. Como o cavaleiro que tem mais de uma montaria precisa apontar qual o cavalo vai contar para o ranking naquela prova, o líder Artemus escolheu a égua Sharapova que se classificou bem atrás de Marins com seu ótimo Land Peter do Feroleto. Desta forma, o vencedor do ranking da liga sul americana foi o representante de Minas, que estava exultante com a conquista. “Nossa, é um sonho poder estar nesta final e agora que consegui a vaga, vou fazer de tudo para concretizar o sonho”, confessa Marins. Que agora vai se organizar para tentar ir à Las Vegas em abril de 2015.

A segunda vaga da liga sul americana para a final nos Estados Unidos coube ao representante do Uruguai, Marcelo Chirico que ficou em nono lugar na prova deste sábado.

Os vencedores do GP na 2ª Semana do Longines Rio Equestrian Festival; img: Beatriz Cunha
Os vencedores do GP na 2ª Semana do Longines Rio Equestrian Festival; img: Beatriz Cunha

 

Na contagem do Ranking e Campeonato Brasileiro Hyundai Senior Top, após 7 de 9 etapas, Francisco Musa segue na liderança com 99 pontos, Artemus de Almeida, 90, e Sérgio Marins, está com 74. Zé Roberto é 4º agora com 65 pontos.
As próximas etapas do Campeonato Brasileiro Hyundai de Sênior Top acontecem na Sociedade Hípica Paulista, no Classic Horse Show, entre 28 e 30/11, e Top Riders, entre 12 e 14/12 .

Neste domingo, a partir das 14 horas, o Grande Prêmio Hyundai, com obstáculos a 1.40 m encerra a competição. O Longines Rio Equestrian Festival tem patrocínio da Longines, Hyundai, Artefacto e Intermarine e apoio de Ad Life Style, Taesa, Multiplan, Carioca Engenharia, FEAT, Osklen, Ceratti, Chandon, Light Design, Hyatt, parceria de mídia do SporTV e chancela de Federação Equestre Internacional, Confederação Brasileira de Hipismo, Federação Equestre do Estado do Rio de Janeiro e organização da Sociedade Hípica Brasileira.

Todas as provas são abertas ao público, têm entrada franca e transmissão ao vivo pelo site: www.shb.com.br

Algumas provas são válidas também para o Ranking FEERJ 2014 que utiliza a Lei Federal de Incentivo ao Esporte.

 

GP Longines válido para a Copa do Mundo e ranking brasileiro Hyundai Senior Top

1º José Roberto Reynoso Fernandes / Radiator JMen – BRA – 0/0 – 45s90
2º André Américo de Miranda / Didas de La Esperance – BRA- 4/0 – 43s80
3º Francisco José de Mesquita Musa / Xindoctro Metodo – BRA – 0/4 – 43s98
4º João Eduardo Ferreira de Carvalho / Ragtime Rouge – BRA – 0/4 – 45s07
5º Rodrigo Sarmento / Tendez – 4/0- BRA -45s27
6º Mario Appel / Challenge Z – 5/1 – BRA – 53s38

 

Com CPC Comunicação e imagens Beatriz Cunha

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui